You are here: Home News Novo CEPID: CEPIV - Centro de Pesquisa, Educação e Inovação em Vidros

Novo CEPID: CEPIV - Centro de Pesquisa, Educação e Inovação em Vidros

— filed under:

Ter, 13 de Agosto de 2013 08:08

No sentido de reforçar o desenvolvimento de pesquisas na fronteira do conhecimento, já que tem sido uma aposta bastante positiva para a ciência nacional, a FAPESP decidiu, recentemente, alargar o programa CEPID – Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão – programa multidisciplinar de pesquisa básica ou aplicada, de caráter inovador - com a criação de mais núcleos de pesquisa, conforme já anteriormente noticiado neste espaço, inclusive dando destaque a um grande lote que se encontra sediado e disseminado pelos campi da USP – São Carlos.supravodivy_material

Inserido nesse qualitativo lote, está o recém-criadoCeRTEV– Center for Research, Technology and Education in Vitreous Materials, composto por um conjunto de cientistas da USP, UFSCar, e UNESP-Araraquara, especialistas de renome nas áreas de engenharia, química e física de materiais vítreos, cristalização e técnicas de caracterização, etc., tendo como principal objetivo criar materiais vitrocerâmicos com novas funcionalidades.

De entre a multiplicidade de objetivos científicos, o grupo de pesquisadores também se dedicará no desenvolvimento de novos materiais ópticos, materiais para reforço estrutural de uso odontológico, dispositivos para armazenamento de energia (eletrólitos e selantes para alta temperatura), bem como sistemas de catalisadores ativos, planejando, igualmente, mapear o "genoma" de vidros e vitrocerâmicas e o desenvolvimento de novos materiais ativos.

Coordenado pelo Prof. Dr. Edgar Dutra Zanotto, pesquisador do Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET) da UFSCAR – Universidade Federal de São Carlos, o CEPIV conta com a participação de cerca catorze pesquisadores, seis deles pertencendo ao IFSC, estando, entre estes, o Prof. Dr. José Fabián Schneider que, tal como o Prof. Hellmut Eckert, detém o cargo de pesquisador principal deste novo centro, prevendo-se o envolvimento de cerca de cinquenta estudantes de graduação e pós-graduação, que serão orientados pelos pesquisadores.

Embora a criação do CEPIV seja muito recente, o fato é que esse grupo de cientistas não perdeu tempo, tendo realizado ao longo do dia 10 de agosto, no IFSC, o seu primeiro workshop, cujo objetivo foi reunir todos seus membros e colaboradores – cerca de 50 pessoas, entre pesquisadores e alunos.

Para o Prof. Dr. José Fabián Schneider, esse workshop serviu, acima de tudo, para conhecer as pesquisas desenvolvidas nos diferentes laboratórios do Centro, em que estágio se encontra o trabalho de pesquisa de cada membro, detectando-se, a partir daí, as reais possibilidades de se iniciarem cooperações. A partir desse levantamento, serão definidos os tópicos mais relevantes, tendo em vista concentrar os esforços da equipe em direção a resultados inovadores.

schneiderSegundo Schneider, o workshop mostrou a multiplicidade das pesquisas desenvolvidas nos grupos que formam o CeRTEV, e a existência de oportunidades para expandir a fronteira do conhecimento e gerar inovação:Existem muitos desafios para vencer, principalmente no sentido de dar uma resposta eficaz a trabalhos que, por não se encontrem ainda inseridos numa equipe interdisciplinar, têm algumas questões para serem resolvidas: aí, vamos ter que trabalhar em conjunto, para que esses trabalhos possam ser concluídos, refere o docente do IFSC.

Embora seja ainda prematuro referir qual será o caminho ou a área considerada prioritária no CEPIV, José Fabián Schneider referiu que o grupo recebeu com especial interesse alguns dos trabalhos apresentados no workshop, principalmente na área de materiais biocompatíveis, que são indicados para aplicações na área de odontologia e substituição óssea, que se encontram em estágios avançados de pesquisa e são considerados altamente promissores.

Outra das grandes apostas do CEPIV será focar os esforços dos cientistas em uma área que, para Schneider, é de grande importância – a área de materiais em estado sólido para baterias, como explica o cientista: Uma das realidades atuais é a utilização, em larga escala, das baterias de lítio, que têm um componente líquido no seu interior, o eletrólito; há muitos anos que se pesquisa uma forma de substituir esse líquido por um componente sólido,de tipo vítreo. Ainda, existe mais um degrau nessas pesquisas, que é a possibilidade de substituição do lítio por sódio, algo que poderia ser concretizado num futuro próximo.

Além de proporcionar mais autonomia, esse novo tipo de bateria será bastante mais barata que a de lítio e menos agressiva para o meio-ambiente. O lítio existe em pouca quantidade, em determinadas regiões do globo – Bolívia, Argentina e Chile -, compreendendo investimentos altos para poder ser extraído e transformado, enquanto o sódio (sal) existe em todo o planeta, principalmente na água do mar, sendo relativamente barata sua transformação para o fim em vista. O desenvolvimento de novos materiais funcionais é uma área de pesquisa de grande relevância, e é uma experiência estimulante formar parte desta equipe de pesquisadores de nível de excelência mundial. O CEPIV é uma grande oportunidade não só para os pesquisadores do IFSC que estão envolvidos diretamente, como também para os estudantes que se incorporem nesta área, cujos resultados despontarão num futuro próximo, pontua Schneider.

Embora virtual, já que seus laboratórios se encontram em várias instituições de pesquisa, o Centro tem como sede institucional o Departamento de Engenharia de Materiais da UFSCar.

workshop

Confira abaixo os nomes dos pesquisadores que compõem o CEPIV:

Edgar Dutra Zanotto: Pesquisador Responsável (Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia/CCET/UFSCAR);

Ana Candida Martins Rodrigues: Pesquisadora Principal e Coordenadora de Educação e Difusão do Conhecimento (Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia/CCET/UFSCAR);

Andrea Simone Stucchi de Camargo Alvarez Bernardez: Pesquisadora Principal (Instituto de Física de São Carlos/IFSC/USP);

Claudio José Magon: Pesquisador Associado (Instituto de Física de São Carlos/IFSC/USP);

Eduardo Bellini Ferreira: Pesquisador Principal e Coordenador da Transferência de Tecnologia (Escola de Engenharia de São Carlos/EESC/USP);

Hellmut Eckert: Pesquisador Principal (Instituto de Física de São Carlos/IFSC/USP);

José Fabián Schneider: Pesquisador Principal (Instituto de Física de São Carlos/IFSC/USP);

Jose Pedro Donoso Gonzalez: Pesquisador Associado (Instituto de Física de São Carlos/IFSC/USP);

José Pedro Rino: Pesquisador Principal (Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia/CCET/UFSCAR);

Luiz Henrique Ferreira: Pesquisador Associado (Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia/CCET/UFSCAR);

Oscar Peitl Filho: Pesquisador Principal (Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia/CCET/UFSCAR);

Paulo Sergio Pizani: Pesquisador Associado (Unidade Responsável pela Propriedade Intelectual da UFSCAR/URPI/UFSCAR);

Valmor Roberto Mastelaro: Pesquisador Associado (Instituto de Física de São Carlos/IFSC/USP).

Marcelo Nalin: Pesquisador Associado (UNESP - Araraquara);

Assessoria de Comunicação.

http://www.ifsc.usp.br/index.php?option=com_content&view=article&id=1829:novo-cepid-cepiv-centro-de-pesquisa-educacao-e-inovacao-em-vidros&catid=3:ifsc-hoje&Itemid=281