You are here: Home News Novo pote de ketchup promete fim àquele restinho no fundo

Novo pote de ketchup promete fim àquele restinho no fundo

— filed under:

Tomando como ponto de partida a raiva que as pessoas têm por aquele restinho de ketchup ou de xampu que sobra no fundo da embalagem, uma empresa americana criou uma tecnologia capaz de acabar com o desperdício.

A nova técnica consiste em adicionar uma nova camada à superfície interna do pote, que pode ser de uma embalagem de óleo até a parte de dentro de um tubo de pasta de dente, por exemplo.

Tal camada é feita de forma que a superfície do líquido interior do pote fique em contato com um material hidrofóbico –ou seja, que repele a água e diversos outros tipos de líquido.

Divulgação
Embalagem de Ketchup revestida com tecnologia da LiquiGlide, que permite aproveitar todo o conteúdo do pote
Embalagem de Ketchup revestida com tecnologia que permite aproveitar todo o conteúdo do pote

Dessa forma, praticamente qualquer conteúdo simplesmente escorrega na superfície "ensaboada", não grudando e evitando desperdício. Nem mesmo a tradicional cola branca escolar gruda na superfície turbinada.

DESLIZANDO

A empresa, batizada de LiquiGlide (algo como líquido que escorrega, em tradução livre), divulgou em seu site uma série de vídeos em que mostra líquidos de vários tipos escorrendo nas superfícies tratadas.

David Smith e seu orientador Kripa Varanasi, professor do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), resolveram, em 2012, fundar a LiquiGlide depois de perceber a grande quantidade de possíveis aplicações que o projeto de Smith poderia render.

Inicialmente a ideia era produzir um revestimento de aplicações industriais, mas o uso em áreas como medicina, alimentos e higiene acabou sendo um chamariz para grandes investidores.

Recentemente a empresa recebeu US$ 7 milhões para ampliar suas instalações e contratar cientistas "top de linha" para seus quadros. Com o dinheiro, a empresa também pretende garantir contratos comerciais e já se consolidar no mercado.

O produto ainda não está disponível no mercado –a tecnologia ainda está em fase de demonstração. Os primeiros produtos, segundo a empresa, serão uma pasta de dente, uma maionese e um creme para o corpo.

Link Original