You are here: Home Research Micrographs Gallery

Micrographs Gallery

Título: Cristais em vidros: micro-anéis de Saturno
Data: 12/08/2011
Local: LaMaV-DEMa-UFSCar,  São Carlos, SP
Com apenas 50 min de tratamento na temperatura de transição vítrea (Tg), o diborato de lítio vítreo já revela cristais de até 8 mícrons em seu interior. Esta é a maior taxa de crescimento de cristais até hoje reportada para vidros óxidos. Tal fato abre caminho para estudos inéditos de nucleação e crescimento de cristais em temperaturas abaixo de Tg!
Microscópio: ZEISS AXIO Images.A1m
Lente: ZEISS 40x Achroplan
Financiamento: FAPESP, Proc. No. 2011/18941-0 
D.R. Cassar (fotógrafo) e E.D. Zanotto

Micrograph Daniel

Título: Cristalização heterogênea a partir de uma partícula de platina.
Data: 28/07/2011
Local: LaMaV – DEMa/UFSCar – São Carlos, SP
Tipo de aparelho: MO modelo Zeiss
Objetiva:  50x
Texto explicativo: Os materiais vítreos podem passar por tratamentos térmicos de cristalização permitindo a formação de materiais policristalinos denominados vitrocerâmicas, geralmente com propriedades bem superiores. A cristalização ocorre em duas etapas, nucleação e crescimento. A nucleação pode ser homogênea ou heterogênea. Esta imagem demonstra claramente um evento raríssimo, isto é a nucleação heterogênea de cristais de dissilicato de lítio (Li2Si2O5) a partir de uma partícula de Platina, que aqui atua como agente nucleante.
Responsáveis pela pesquisa: M. O. C. Villas-Bôas, R. F. Carioli, E. D. Zanotto
Financiamento: CNPq e Fapesp.

micrograph gisele

Título: Design Microestrutural e Propriedades Mecânicas de Vitrocerâmicos do Sistema Li2O-CaO-SiO2
Título da imagem: Microestrutura Eutética Lamelar
Data: 02/12/2011
Local: LaMaV - DEMa - UFSCar
Tipo de aparelho:Microscópio ótico Leica DMRX
Lente: Objetiva de 50x 
Resumo: Este trabalho refere-se ao desenvolvimento de vitrocerâmicos de alto desempenho mecânico no âmbito do CeRTEV (www.certev.ufscar.br) da UFSCar - USP. A imagem refere-se a uma amostra vítrea parcialmente cristalizada de composição 32% mol CaSiO3 - 68% mol de Li2SiO3, obtida após um tratamento térmico até 1100°C a uma taxa de 10°C/min, com resfriamento lento até a temperatura ambiente. Esta maravilhosa e original micrografia mostra uma microestrutura de padrão lamelar (eutética) que atua como mecanismo de tenacificação do vitrocerâmico. 
Equipe: Gisele e Edgar D. Zanotto
Fotógrafa: Gisele

micrograph gisele

Título da Pesquisa: O uso de biovidro para conferir bioatividade à superfície do titanio: O desenvolvimento de um processo de recobrimento.  
Titulo da Foto: Etapa de deposição biovidro sobre implante de titânio. 
Data: 20/10/2011 
Local: LaMaV – DEMa/UFSCar – São Carlos, SP 
Tipo de aparelho: Microscopio Ótico Leica modelo DMRX 
Lente: objetiva Leica POL 10x  
Texto explicativo: Implantes de titânio não possuem bioatividade em tempos inferiores a 10 dias, que é o período crítico do processo de cicatrização óssea. Biovidros, como o biosilicato desenvolvido pelo LaMaV, começam a demonstrar bioatividade já a partir de algumas horas após a imersão em fluidos corpóreos. No entanto, eles não possuem resistência mecânica para serem utilizados como implantes estruturais. O recobrimento de implantes metálicos, principalmente os de titânio, é uma forma efetiva de resolver essa questão, mas traz problemas inerentes à interface metal-cerâmica como destacamentos e trincamentos. Nessa pesquisa esse problema foi totalmente resolvido e a camada depositada torna bioativa a superfície do implante de titânio em tempos inferiores à 24 horas e assegurando que não ocorrerão falhas associadas à interface metal-cerâmica. O recobrimento desenvolvido está em processo de registro de patente junto à Agência de Inovação da UFSCar.  
Fotografo: Clever Ricardo Chinaglia

micrograph clever

Título: Cristalização controlada de vidros não estequiométricos
Título da imagem: Cristais em forma de orquídea em vidro eutético
Data: 2011
Local: LaMaV - DEMa - UFSCar
Tipo de aparelho:Microscópio ótico Leica DMRX
Lente: Objetiva Leica (Alemanha) - 10x POL.
Resumo: Este trabalho refere-se ao desenvolvimento de vitrocerâmicos de alto desempenho mecânico no âmbito do CeRTEV (www.certev.ufscar.br). A microestrutura mostra a nucleação volumétrica de cristais de metassilicato de lítio com formato de orquídea, crescidos por um duplo tratamento térmico de um vidro de CaO-Li2O-SiO2. Esses cristais apresentam trincas internas geradas expntaneamente devido ao desacordo térmico e elástico entre as propriedades dos cristais e da matriz vítrea residual e explicam a significativa alteração das propriedades mecânicas de vidros com a cristalização. Essa linda e sugestiva microestrutura foi escolhida pela Wiley como capa do livro "Crystals in Glass: A Hidden Beauty" editado nos Estados Unidos pela Wiley - American Ceramic Society e publicado em agosto de 2013.  
Fotógrafo: Vladimir M. Fokin

micrograph fokin