Pesquisadores da UFSCar desenvolvem biomaterial para implantes oculares

Um material vitrocerâmico capaz de devolver o volume perdido do globo ocular de pessoas portadoras de doenças como tumor, trauma ou glaucoma é uma tecnologia desenvolvida recentemente pelos pesquisadores Oscar Peitl Filho e Edgar Dutra Zanotto, do Departamento de Engenharia de Materiais (DEMa) da UFSCar, e pelas pesquisadoras Silvana Artioli Schellini e Simone Milani Brandão, da Unesp. A patente, intitulada "Implante para repor volume em cavidades anoftálmicas em humanos ou animais, processo de obtenção do mesmo, dispositivo para fresamento de implantes e seu uso", possibilitará a realização de cirurgias preservando maior quantidade de tecido ocular. O novo material é integrável, ou seja, capaz de criar adesão ao tecido macio do paciente e, com isso, menos risco de perda e deslocamento do implante intraocular. Atualmente, os pesquisadores aguardam o interesse de empresas que produzam e disponibilizem a tecnologia em escala industrial, principalmente para os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Para saber mais sobre essa e outras tecnologias da UFSCar, acesse o site da Agência de Inovação da Universidade.

Nos acompanhe também pelas redes sociais oficiais